segunda-feira, 4 de outubro de 2010

VENDENDO MILAGRES

Esta postagem é uma resposta ao email que recebi esta noite do Pai de Santo Serginho de Ogum (se é que se pode chamar um sujeito desse de Pai de Santo).
O citado ao saber que sou Oburí simplesmente me manda a seguinte mensagem (texto original):

"Querido Nilo
Adoro seu blog, mas observei que voce é coroado como oburi.
Sendo assim, com todo conhecimento que voce tem e observo que continua estudando nossa religião, lhe aconselho que faça logo sua coroa de baba.
Com certeza seus orixas lhe darão muito mas força e conhecimento.
Caso voce não possa fazer a cabeça de imediato em seu terreiro ou não tenha tempo, posso providenciar todo o trabalho aqui em meu terreiro e voce vem até aqui só para a coroação. que pode ser feita num sabado pela manhã e no domingo voce já estara em florianopolis como Babalorixa.
A coroação em meu terreiro custa apenas R$ 12.000,00 incluindo todos os preceitos e materiais.
logico que as despesas com a viagem são por sua conta.
Me ligue, no tel."


Que a vaidade e o egoísmo estão em todos os lugares, disso eu não tenho dúvida. Mas encontrar tais manifestações na Umbanda é um despautério sem limites.

Fazendo minha busca diária por informações sobre a Umbanda e suas representações fico deveras preocupado, vez que estão transformando a nossa querida Senhora dos Véus numa fábrica de desonestidades sem limites (salvo raras exceções). Da até medo das coisas que são lançadas sobre a alcunha de Umbanda por este mundo a fora.
 Já vi de tudo, trabalhos para se ganhar dinheiro (mas o médium que vende o trabalho é pobre e ainda cobra por ele), amarração (como se os espíritos estivessem à disposição dos médiuns e seus feitiços), encontro do amor eterno (este só em Deus), quebra da magia (como se todo mundo soubesse fazer magia), etc...

E o que é pior, estão usando a santa Umbanda para fazer propaganda enganosa em cima de pobres almas invigilantes. Aí a coisa piora, pois já vi Pai de Santo e ex-Pai de Santo (como se um santo tivesse um pai terreno cheio de defeitos), Pai de Santé (o mesmo que Pai de Santo, mas com nome disfarçado), Mestre (Um Pai de Santo que quer chamar seus “concorrentes” de discípulo), Chefe de Terreiro (Um Pai de Santo mais modesto).

E no final, com as raras exceções que sempre faço questão de frisar a Umbanda vai se perdendo, na forma e no conteúdo, pois além de usarem seu santo nome em vão, transformaram a mesma em uma fábrica de dinheiro e num antro de prosopopéias inúteis que estão trazendo mais desordem e desrespeito a mãe de todas as religiões.

E na batida da lata, vários espertalhões estão tirando proveito de nossa religião, uns fazem propaganda negativa em cima da mesma (evangélicos e afins); outros pecam por utilizar a mesma para satisfazer sua ganância desmedida e sua sina de imperfeição e prazer na fomentação do engano dos bobos de plantão.

E quando é dada a oportunidade para que as lideranças tentem uma conversa franca e verdadeira, transformam o ato num espalhafatoso meio de promoção pessoal. E os pobres necessitados de vários eixos, ficam vendo a briga dos reis pelas poucas coroas, sem nada poderem fazer. Fato este, que deixa nossa religião, sempre na contra mão do esclarecimento e da impossibilidade do conhecimento de sua força.

Penso que o AMOR verdadeiro é capaz de dizer “NÃO”!

No meio Religioso todo mundo quer ser Rei (salvo raras exceções)!
 
Devemos COMBATER frases ditas por sacerdotes como “é só pedir, pedir com coração que Exu dá”, “a Umbanda tem que cobrar sim, é um trabalho e trabalho se cobra, a frase ‘dai de graça o que de graça recebestes’ quer dizer que a inteligência é o que recebemos de graça mas o trabalho deve ser cobrado”, “ consulta espiritual com hora marcada é normal dentro da Umbanda e é ainda muito mais eficaz”, e muitos outros absurdos que estão sendo ditos e até praticados por formadores de opiniões e de religião, atos estes extremamente errados que são contra a Lei de Deus e contra a Lei da Umbanda.

Sacerdotes de Umbanda, sejam, acima de tudo, bons e honestos com os Orixás, com vocês e com os médiuns que vêm lhes pedir ajuda. Não mintam, não enganem, não prometam coisas que a Umbanda não pode oferecer. Cuidem de seus médiuns como seus filhos espirituais, ampare-os, oriente-os, trate-os espiritualmente, é seu dever e sua missão. Ame a Umbanda e não o Poder ou Você. Cuidado com a vaidade e com o ego. Cuidado com as bajulações que fazem a você e principalmente com as bajulações que você faz ao Poder. Saiba: a Umbanda não está à venda e não aceita oportunistas e vigaristas.

VEJA ALGUNS ABSURDOS:






LUTEMOS PARA ACABAR COM ISSO.


Nilo Coelho e Nancy Dias
Ainda Somos Oburís
-------------------------

6 comentários:

  1. Infelizmente e tristemente concordo com nosso irmão em suas palavras, a Umbanda (não sua maioria) está virando um festival de guias, existe uma hierarquia de santo que as pessoas não querem mais cumprir,(existe as excessões e as necessidades)e com isso o aprendizado, a busca de conhecimentos a vontade de fazer a caridade estão se esvaindo.Os trabalhos e obrigações devem ser cobrados? concordo que sim, porém não podemos esquecer o ritual, a parte espiritual dessas obrigações, a essência da verdadeira Umbanda. Se voce meu irmão, ainda é um obori é porque ainda não é o momento de ser alem disso, com certeza voce está aprendendo muito mais do que essas pessoas que somente visão e vangloreiam guias. Quando voce chegar a ser um Babalorixá, será com certeza um BABALORIXÀ acima de tudo com respeito pelos seus santos e pela pessoa que fizer essa coroa e claro sem dúvida alguma, respeito pela nossa amada Umbanda de Almas e Angola.
    Yalorixá Iracema D'Obaluaê.

    ResponderExcluir
  2. OBRIGADO POR MAIS ESTE APRENDIZADO........
    P-A-R-A-B-É-N-S

    "O CALA A BOCA ESTÁ IMPECÁVEL"

    ResponderExcluir
  3. Nilo, não posso deixar de comentar algumas coisas que observei sobre este pai de santo: Pai Sérgio tem os melhores preços do mercado. Consulta + Trabalho apenas R$ 167,00 (fora o material!). Comentário: Gostaria de saber a fórmula pra chegar a este valor tão específico de R$ 167,00. Ele só faz seu trabalho se ver (sic) que tem jeito. Só pega causas impossíveis. Comentário: Meio contraditório isso não? Se tem jeito, não é impossível! E por fim, arrematando, o que mais importa no seu trabalho é a honestidade e a seriedade. Afinal, Pai Sérgio odeia mentiras e pilantragem (veja no anúncio!) Comentário: Sem comentários.

    Pai Ricardo de Oxossi - Miami

    ResponderExcluir
  4. sou umbandista a 48 pois naci na umbanda e ja mais tive conhecinento que um pai ou mãe de santo foce capaz de tal coisa.ele nao e nao foi e tao pouco sera um pai de santo ele e um grande farsante isso sim

    ResponderExcluir
  5. DEP. SANTELMO BUARQUE7 de outubro de 2010 10:57

    ESSE PAI DE SANTO E UM SAFADO DEVERIA IR PARA A CADEIA PARA PAGAR O QUE ELE FAZ. UMBANDA É CULTURA E RESPEITO NÃO AS MOLECAGENS QUE ELE FAZ. DEVEMOS PROCURAR AS PESSOAS QUE RESPEITAM A UMBANDA E CRIAR UM ORGÃO OU LEI QUE PROIBA ESTES ABSURDOS. ONDE ESTÁ AS TAIS FEDERAÇÕES E CONSELHOS QUE VEMOS A GRITAR QUE DEFENDEM E PROTEGEM A UMBANDA. ESTÁ NA HORA DE FAZERMOS ALGUMA COISA, CRIAR UMA FISCALIZAÇÃO COM SEVERAS PUNIÇÕES A ESTES INDIVIDUOS. ACABAR COM OS CHARLATÕES DE RELIGIÃO. ACIONE SEU POLITICO, SEU PAI(MÃE) DE SANTO, SEUS AMIGOS, TODO MUNDO QUE SE IMPORTA COM A VERDADEIRA RELIGIÃO. PRECISAMOS MOSTRAR AO MUNDO QUE A UMBANDA É LIMPA.

    DEPUTADO SANTELMO BUARQUE - AL/RJ

    ResponderExcluir
  6. Acho um absurdo essa situação,as pessoas estão acabando com a reputação de algumas religiões.Por esse motivo que as religiões são tão mal faladas.Cadeia pra esse safado!
    Simone

    ResponderExcluir