quinta-feira, 29 de julho de 2010

OS ORIXÁS

video

Falar, vivenciar e sentir a Umbanda é fascinante, contagiante e envolvente, não é mesmo?

 
Assistindo a esse vídeo onde Sérgio Loroza canta com o grupo Monobloco a música “Os Orixás” de Luis Carlos Fritz, fico imaginando o que significa essas centenas de pessoas gritando “saravá”, dançando na emoção do tambor, vibrando ao canto de Xangô, de Oiá e de todos os Orixás.

 
Fico imaginando que, mesmo não tendo nada de sagrado e algumas pessoas, supostamente, não tendo a menor noção do que é e do que representa cada Orixá, a Umbanda acaba envolvendo e ganhando aceitação popular, mesmo que indiretamente ou inconscientemente, surgindo assim uma relação entre a Umbanda e a população de forma bonita e alegre, bem diferente das inverdades que relacionam a Umbanda com macumba (pejorativamente falando), com despacho ou com o pronto-socorro que continuamente acontece.

 
É fato que a mídia muitas vezes denigre a imagem da Umbanda através das ações negativas de pessoas inescrupulosas que se dizem umbandistas. Portanto, quando a Umbanda é relacionada com a alegria que alguns músicos, atores e artistas proporcionam à população, vejo uma esperança de reconhecimento de nosso Sagrado, mesmo sendo de forma profana.

 
Fico lisonjeada como umbandista ao ver Zeca Pagodinho, Maria Bethania, Rita Ribeiro, Gilberto Gil, Daniela Mercury, Liz Hermann, Vinícius de Morais, Baden Powell e tantos outros grandes artistas encantando e cantando pelos quatros cantos do mundo nosso Sagrado com tanto amor, carinho, vibração e emoção.

 
Sabemos que nossa religião pouco aparece na mídia de forma positiva, nem de longe se comparando ao poder dos neopentecostais e católicos, portanto, em minha opinião, temos que valorizar aqueles que muitas vezes comungam e propagam a beleza dos Orixás. Particularmente tenho até calafrios só de pensar em assistir determinadas emissoras de televisão que, com minha audiência, crescerão ainda mais seu poder e sua capacidade de denegrir minha religião.

 
Aliás, acredito que mais do que reclamar, nós umbandistas temos que dar o exemplo, mostrar e falar de toda alegria e poder de realização da Umbanda, assim essas ideias errôneas perderão força no imaginário popular e não terão mais relação com a nossa querida Umbanda.

 
Pensem o quanto é fabuloso ter tantas pessoas pedindo a Ogum, Orixá guerreiro e vencedor de demandas; a Iemanjá, Mãe da vida e das águas; a Oxum, Orixá da beleza, do ouro, do amor e mãe de todas as Crianças, que representam a pureza, o encantamento e a alegria de viver; para a fé não se perder, sempre olhando para frente e acreditando em Xangô e em Oiá.

 
Aliás, talvez poucos saibam mas Xangô é um Orixá de vibração masculina que determina a justiça, que equilibra nossos impulsos com sensatez e vigor. Orixá poderoso, Senhor do nosso destino e determinador da Lei. Yansã-Oiá é um Orixá de vibração feminina, guerreira, determinada, corajosa e transformadora. É o Orixá que representa a alegria de viver e a certeza da conquista pela força, sabedoria, ação e movimento.

 
Portanto, nada mais Divino, mais encantador e mais fantástico que a vibração desses Orixás em nossas vidas, envolvendo nosso espírito e trazendo para nosso dia a dia toda alegria de viver e de comungar, mesmo que de forma inconsciente, com toda a beleza que é Nossa Umbanda.

 
Axé para quem é de Axé

 
Sarava para quem é de Saravá

 
Amém para quem é de Amém

 
Aleluia, Shalom, Namastê a todos e MUUUUUUITA UMBANDA pulsando na mente, no coração e no espírito de cada um.

 
Salve a alegria, o envolvimento e a Força Realizadora que é a Nossa Umbanda.



Os Orixás

 
Eu já pedi a Oxalá

Meu pai Ogum e Iemanjá

Mamãe Oxum e todas as crianças

Pra me dizer o que fazer

Pra minha fé eu não perder

Olhar pra frente e sempre acreditar



Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô

Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô



E lá na mata com Oxóssi

No meio da natureza

Ver o brilho do sol na cachoeira

E na passagem do milênio

Já pedi pro meu Brasil

Saúde, paz, amor e muito axé



Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô

Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô



A chuva cai fico contente

Um raio forte cai na minha frente

Pra confirmar que ela está aqui

É a guerreira Iansã ieparrei

Ieparrei ieparrei ieparrei

Iansã



Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô

Oiá oo Xangô, Oiá oo Xangô



música de Luis Carlos Fritz

Nenhum comentário:

Postar um comentário